A Sociedade contra o Estado: investigações de antropologia política

By Pierre Clastres

PDF from test. high quality. Double pages.

Esta coletânea de onze artigos publicados entre 1962 e 1974 por Pierre Clastres (1934-1977) constitui um dos mais importantes trabalhos de antropologia política já divulgados. A obra reflete uma reviravolta nas ciências humanas, propiciada nos anos 1960 por autores franceses como Claude Lévi-Strauss, Michel Foucault e Gilles Deleuze. Clastres critica a razão política ocidental, aferrada em noções de dominação e subordinação, e afirma que a sociedade civil pode prescindir da figura do Estado. Para demonstrar essa tese audaz, o autor analisa a experiência de povos indígenas da América do Sul.

Show description

Quick preview of A Sociedade contra o Estado: investigações de antropologia política PDF

Best Anthropology books

Sapiens: A Brief History of Humankind

Long island occasions Bestseller"I may suggest this ebook to a person drawn to a enjoyable, attractive examine early human history…you’ll have a difficult time placing it down. "--Bill Gates"Thank God a person ultimately wrote [this] particular e-book. "--Sebastian JungerFrom a well known historian comes a groundbreaking narrative of humanity’s production and evolution—a number one overseas bestseller—that explores the ways that biology and background have outlined us and more advantageous our knowing of what it potential to be “human.

Biological Anthropology

Organic Anthropology is a concise creation to the fundamental subject matters, theories, equipment and proof of bioanthropology. The medical technique presents a framework that brings accessibility and context to the cloth. This 7th variation offers the latest findings and interpretations of themes in anthropology together with Australopithecus sediba, the Denisovians, and epigenetics.

Mirror for Humanity: A Concise Introduction to Cultural Anthropology

Written through a well known pupil within the box, Conrad Phillip Kottak, this concise, student-friendly, present creation to cultural anthropology rigorously balances insurance of middle issues and modern adjustments within the box. whereas keeping its reference to scholars via appropriate examples, the mix of brevity, clarity, and depended on content material makes reflect for Humanity an ideal fit for cultural anthropology classes that use readings or ethnographies in addition to a chief textual content.

Tristes Tropiques

"A magical masterpiece. "—Robert Ardrey. A chronicle of the author's look for a civilization "reduced to its most elementary expression. "

Additional resources for A Sociedade contra o Estado: investigações de antropologia política

Show sample text content

Talvez entaD tenha algum fundamentD dizer que se 'Os prDfe1Jas, surgidDs dD 'cDragaD da sociedade, proclamavam maldito '0 mundD em que viviam 'OS homens, e porque detectavama illfelieidade, '0 maJI, ness a morte lenta it qua;l a emergencia dD ,poder cDndenava, a maiDr 208 DU menor prazQ, a sociedade tupi-guarani, enquantD sociedade Iprimitiva, enqua! llto sociedade sem Elstado. DDminados ,peiD sentimentD de que '0 velhD mundD selvagem rtremia nDS seus alicerces, preocupadDs c'Om '0 pressentimento de uma caJtastrofe s6ciD·c6smica, 'Os profetas decidimm que period preCiSD mudar '0 mundQ, que period precisD mudar de mundD, ahandDnar '0 dDS hDmens e a;lean~ar '0 dDB deuses.

Dos ocidentais, que nada Ihes ensinaram a esse respeito. Os Guarani nnnca foram bons selvagens, eles a quem incessantemente assolava a convic~ao de nao serem feitos para a infeUcidade, e a certeza de virem a alcangar urn dia ywy mara- ey, a Terra sem Mal. E os seus sabios, meditando constantemente sobre os meios de a alclanQar, reflectiam sobre zero problema da origem. De onde vern zero facto de habitarmos uma terra imperfeita? A grandeza da interroga~ao faz eeo zero heroismo da resposta: se a exis'tencia e injusta, os homens niio sao culpados; nao temos que nos culpar por existir de urn modo imperfeito.

Dor, perde por isso l. a. sua propria natureza, a sua propria substancia escapa-se-lhe: forgado a abandonar urn arco doravante inutil, nada Ihe resta senao renunciar it sua masculinidade e, tragico e resignado, munir-s'C duma cesta. A dura lei dos Guayaki nao Ihes permite escapatoria alguma. Os homens existem apenas como calladoces, e mantem a certeza do seu ser preservando zero seu arco do contacto da mulher. Inversamente, se urn individuo nao chega a realizar-se como cagador, deixa ao mesmo pace de ser um homem: p!

AnteR de ser econ6mica, a alienagao e politica, o poder esta antes do traJbalho, zero eCQi1l6mico e uma deriva! }ao do politico, a emergencia do Estado determina zero aparecimento das periods. l! nacabamento, incomplet. tude, 'carencia: concerteza que nao e por ai que se revela a natureza das sociedades primitivas. mla imp5e-se bem mais (lomo positividade, como dominio do meio traditional 'e dominic do :projecto sociail, como vontade livre de nao deixar resv. alar para fora do seu ser nada do que iPOdeda 1Mtera-la, corrompe-la e dissolve-Ia.

Entre Indios do Brasil e Europeus, rapidamente se estabeleceram os contactos, sem duvida no decurso do primeiro decenio do seculo XVI, por intermeruo dos comerciantes navegadores franceses e portugueses que vinham trocar, contra instrumentos metaJ. icos e pacotilha, zero pau brasil ou pau de fogo. As primeiras cartas dos missionarios jesuitas portu'gueses instalades entre os Tupinamba datam de 1549. A penetragii. o brancra no inside do continente desenvolveu-se durante eighty four a primeira metade do seculo.

Download PDF sample

Rated 4.32 of 5 – based on 18 votes